"A arte é a nossa principal ferramenta", diz integrante do próximo espetáculo do Palco Giratório

         O primeiro espetáculo do Palco Giratório foi um sucesso e lotou o Teatro Jaber Xaud, no Sesc Mecejana. A próxima apresentação, "Aquelas'  acontece no dia 20, sábado às 20h, e para prestigiar, basta levar 1 kg de alimento não perecível.

'Aquelas' é uma apresentação da companhia de Teatro Manada, do Ceará. Remonta à história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre (CE). Assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir e até hoje é ícone de devoção do povo da região. No espetáculo, que mistura a história da santa com pessoalidades das intérpretes, o público é convidado a participar do preparo de um indigesto jantar envolvendo facas, carne, sangue e outros elementos, oferecidos à mesa com os corpos das próprias atrizes/performers. Uma encenação delicada e cruel que apresenta, por meio de quadros performativos, um caleidoscópio das diversas formas de violência de uma sociedade machista. Bom apetite!

De acordo com Monique Cardoso, uma das integrantes da equipe, contou que a peça traz a representação de histórias de mulheres que sofrem violências no decorrer do tempo. "É um grito nosso, de como podemos combater e não reproduzir pensamentos machistas que nos matam todos os dias, então a arte é a nossa principal ferramenta para toda essa violência".

Monique declarou ser um 'presente' viajar pelo Brasil levando a discussão de um tema tão importante como este. 'Aquelas' é a primeira obra do grupo, e a próxima deve ser lançada em novembro.

A classificação indicativa para o evento é para maiores de 14 anos, e tem duração de 50 minutos. A quantidade de vagas é limitada, por isso o  público deve chegar pelo menos uma hora antes do espetáculo, levando 1kg de alimento.

 

Companhia de teatro amazonense dá início ao Palco Giratório 2019

         As apresentações do Palco Giratório 2019 iniciam nesta quinta-feira (11), e o primeiro grupo do espetáculo é Soufflé de Bodó Company, direto de Manaus (AM), apresentando 'Vestido Queimado'. A abertura será às 20h no Teatro Jaber Xaud, no Sesc Mecejana, e as entradas são gratuitas.

A obra 'Vestido Queimado' é uma narrativa fantasiosa sobre a amizade entre duas pessoas. Esse espetáculo é resultado de um projeto de pesquisa cênica que a equipe tem dentro da companhia. O Teatro de Papel é uma forma estética e prática de contar histórias que interessou os componentes da companhia, pelo relativo ineditismo na região Norte.

A peça teatral tem duração de 45 minutos, e faixa etária livre. Para adquirir o ingresso, o público deve chegar meia hora antes do espetáculo, quando as senhas serão entregues por ordem de chegada.

 

Soufflé de Bodó Company:  É uma companhia de teatro de artes da cidade de Manaus,  e reúne diversos artistas independentes. Já apresentaram oito peças de teatro em seis anos de atuação.

Algumas das circulações mais importantes foram: Sesc 52, no Estado de Rondônia, e o Palco Giratório 2019, onde vão circular em 34 cidades do país.

 

Palco Giratório - O Palco Giratório é um projeto consolidado no cenário cultural brasileiro e de importância especial para municípios do interior, cujas populações encontram mais dificuldade em acessar uma produção artística diversificada e continuada. A grande capilaridade do Sesc possibilita que todos os estados brasileiros recebam o projeto e cada vez mais alcança não apenas as capitais, mas também as pequenas cidades, descentralizando a arte e estabelecendo outras redes de circulação e intercâmbio no país. 

As apresentações em Boa Vista se estendem até o dia 25 de julho, e contam ainda com apresentações de companhias de Brasília, Ceará e Pernambuco.

 

 

Projeto cultural 'Palco Giratório' chega à Boa Vista

Boa Vista recebe entre os dias 11 a 25 de julho, cinco espetáculos de artes cênicas no Teatro Jaber Xaud, localizado no Sesc Mecejana. As apresentações serão com representantes de diversos locais do Brasil, como Pernambuco, Amazonas e Ceará. A entrada para assistir as apresentações será totalmente gratuita.

A maioria das atrações tem classificação indicativa livre, para toda a família, com exceção da peça 'Aquelas', do Ceará, que possui classificação a partir de 14 anos.

Palco Giratório: O Palco Giratório, reconhecido no cenário cultural brasileiro como um importante projeto de difusão e intercâmbio das Artes Cênicas, intensifica a formação de plateias a partir da circulação de espetáculos dos mais variados gêneros, em todos os estados brasileiros, nas capitais e no interior, desde 1998. Muitos desses espetáculos dificilmente encontrariam, sem o apoio do Sesc, viabilidade comercial para apresentações nas diversas regiões do país.

Programação:

11/07 – Espetáculo: Vestido Queimado (AM)

20/07 – Espetáculo: Aquelas (CE)

21/07 – Oficina: "Te escrevo nossos corpos - Trânsito e corpos sensíveis"

23/07 – Espetáculo: Voa (DF)

25/07 – Espetáculo: Tandan (PE)

 

11/07 – Espetáculo: Vestido Queimado (AM):

É uma narrativa fantasiosa sobre a amizade entre duas pessoas. Esse espetáculo é resultado de um projeto de pesquisa cênica que temos dentro da companhia. O Teatro de Papel é uma forma estética e prática de contar histórias que nos interessou bastante, pelo relativo ineditismo na região Norte.

Classificação etária: Livre

Gênero: teatro

Duração: 45 minutos

Horário: 20h

20/07 – Espetáculo: Aquelas (CE): 

AQUELAS remonta a história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre-CE, assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir, e até hoje é ícone de devoção do povo da região. No espetáculo, que mistura a história da santa com pessoalidades das intérpretes, o público é convidado a participar do preparo de um indigesto jantar envolvendo facas, carne, sangue e outros elementos, oferecidos à mesa com os corpos das próprias atrizes/performers. Uma encenação delicada e cruel que apresenta, através de quadros performativos, um caleidoscópio das diversas formas de violência de uma sociedade machista. 

Classificação etária: 14 anos

Gênero: adulto

Duração: 50 minutos

Horário: 20h

21/07 – Oficina: "Te escrevo nossos corpos - Trânsito e corpos sensíveis"

A oficina/performance tem como objetivo a criação de uma teia de conflitos e provocações, por meio de exercícios sugestionados e cartas coletivas enviadas de uma turma (cidade) para outra, buscando montar um mapa de opressões e urgências que aparentemente são de caráter local mas se universalizam em sua gênese.

Público-alvo: Artistas e estudantes de teatro

Duração: 6 horas

Horário: 20h

23/07 – Espetáculo: Voa (DF)

Livremente inspirado em A menina e o pássaro encantado, de Rubem Alves, Voa percorre o caminho das sutilezas e dos sentidos, tratando de cumplicidade e de saudades, mas principalmente de liberdade. As meninas e os pássaros que habitam o conto brincam, no espetáculo, com muitas possíveis relações de amizade, em ambiências que estimulam a interação do bebê com as luzes, os sons, os aromas e a cenografia. Entre idas e vindas de um pássaro viajante, Voa transgride as noções tradicionais de tempo, de espaço e de amor.

Segundo espetáculo da companhia, Voa estreou em fevereiro de 2017, com absoluto sucesso de público e de crítica. Desde então, vem traçando caminhos de circulação e expansão. Foi o único espetáculo para bebês selecionado para a 18º edição do Festival Internacional de Teatro de Brasília – Cena Contemporânea.

Classificação etária: Livre

Gênero: Teatro para bebês

RECENTES

18
Jul2019
"A arte é a nossa principal ferramenta", diz integrante do próximo espetáculo do Palco Giratório
11
Jul2019
Companhia de teatro amazonense dá início ao Palco Giratório 2019
08
Jul2019
Projeto cultural 'Palco Giratório' chega à Boa Vista
02
Jul2019
Amazônia das Artes 2019 -  'Percepções' é tema da Exposição de Gabriel Archanjo (PI)
21
Jun2019
Recreação - Inscrições abertas para Brincando nas Férias 2019
10
Jun2019
Atleta roraimense de 17 anos representará Roraima na Copa Pacífico